Assinatura RSS

Frame.

Publicado em

Dos meus olhos, a poeira de tudo que ficou pra mais tarde.

Que parta como o ontem que me deixou saudade, como se outra vida, distante e nunca minha, fosse dando adeus.

Dos meus olhos, o silêncio das coisas que passam sem se ver.

A metade de tudo que deixou-se de dizer. As palavras enterradas aos goles mornos de cansaço.

Dos meus olhos, as memórias já esquecidas. De tudo que era e não é mais. As lembranças ruidosas, passando na TV, sem as cores que partiram muito antes de mim.

Dos meus olhos, desculpas que invento pra mudar. As esperas que se acumulam na sala de estar.

E ainda que nada mais faça sentido aos olhos do mundo

aos meus olhos, um fim e um começo por segundo.

Anúncios

Sobre Amanda

Atriz da Cia CemCulpas e escritora de meia tigela.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: