Assinatura RSS

Combustão.

Publicado em

O dedo em riste me aponta a mentira que sou. Mas eu sorrio porque minha alma nasceu para ser queimada até o fim.

E se fujo, mais exponho meu avesso, meu lado B, minha face nua, crua e sem pudor.

Se minto, – e minto o tempo todo – é pra amordaçar a realidade que me fere quando abro os olhos.

Desaprendi a moral. Larguei-a ao atravessar os umbrais que passei pra chegar até aqui. 

A morte da lógica é a única que me importa. A ela, um funeral de neon.

Ao resto, queimar até o fim:

 

Apocatástase!

 

Anúncios

Sobre Amanda

Atriz da Cia CemCulpas e escritora de meia tigela.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: