Assinatura RSS

Distorção.

Publicado em

Ela não aprendia, nunca.

Era dada a cair e levantar todos os dias, dona de uma assustadora facilidade para o engano. Assim sendo, alimentava-se periodicamente de ilusões.
Como se fosse imã de pontadas agudas, numa espécie de masoquismo febril, dava murros em ponta de faca, sempre que possível.

Tinha suas feridas e machucados em alta conta, pois acreditava que se tornariam belas cicatrizes, e estas, em sua lógica torta, eram medalhas.

Gostava do profundo som que seus baques produziam, cada vez que tocava o chão. Esta era sua cota diária de felicidade.
Acostumou-se ao silêncio, que lhe apareceu assim, de repente, numa quinta-feira repleta de tropeços, como todas as outras. Tinha um ar superior, irresistível, que fazia parecê-lo quase obrigatório. Sempre gentil, ela o convidou para entrar, quem sabe uma xícara de café? Ele aceitou, tão bem tratado estava sendo, e foi ficando, para não mais partir, tornando-se quase uma segunda sombra.

Ela, habituada a uma solidão que todos (pre)diziam perpétua, finalmente encontrara companhia. Cansada dos ecos da própria voz, achou que não seria má ideia cativar tal presença até que por fim, pudessem ser amigos, íntimos, talvez até mais. Poderiam, com o tempo, ser um só.

 

 

E seriam.

Anúncios

Sobre Amanda

Atriz da Cia CemCulpas e escritora de meia tigela.

»

  1. prilevinson

    Cruzei com seu blog sem querer e não me arrependo.
    Curto muito seus textos.
    Beijos

    Responder
  2. Que… Que… Não encontro adjetivos. Simplesmente GOSTEI MUITO!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: