Assinatura RSS

Grand finale.

Publicado em

Ela achava que iria doer.

E lhe surgiu assim, sem anunciação, sem grandes cerimônias, ainda que quase lhe arrancasse um pedaço. De corpo, de alma, de vida. 

Ao se deparar com o encantamento e o horror daquela dor multifacetada e tão (sur)real, sentiu-se viva. Engraçado como é preciso um pouco de morte, ou quase, para agarrar a vida e deixar que ela também se espalhe, crie raízes e ganhe terreno.

Não tendo outra alternativa, deixava-se. Não fazia caretas, não urrava. Gritava para dentro, a fim de atingir a tal dor que ia cada vez mais fundo. Mil imagens passavam-lhe à mente, sem perceber o exato momento em que as transpunha para a realidade: mãos rasgando a pele e arrancando uma espécie de tumor que já então consumia tecidos, órgãos, deixando o sangue ralo. E no segundo exato de sua retirada, um grito saído das entranhas cortaria o ar, se transformando, em seguida, em riso. Frenético e solto, escancarando um alívio que só vem com a morte. Um alívio que zomba do tempo, que zomba da própria vida.  
Ela poderia suspirar, finalmente, depois de uma vida inteira de resignações, de espirros contidos, gritos sussurrados, e toda a sorte de eufemismos que encontrava. Mais do que isso, ela transformaria aquele suspiro numa mistura de grito-riso-escárnio-gemido-choro-gozo e tudo que sempre guardara nas profundezas de seus labirintos. Não importavam as consequências, quem é que recriminaria um cadáver? Quem julgaria e condenaria um morto, um pedaço de carne sem vida?

Então, aconteceu.

 

 

Anúncios

Sobre Amanda

Atriz da Cia CemCulpas e escritora de meia tigela.

Uma resposta »

  1. “Em verdade, em verdade vos digo: Se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas se morrer, produz muito fruto.” João, 12,24

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: