Assinatura RSS

(h)à(s) vezes.

Publicado em

Às vezes há vezes em que é preciso assumir. Abraçar tudo, sem fazer concessões, sem restrições.

Depois, colocar o peso todo nas costas. Conquistar equilíbrio, não deixar que fraquejem as pernas, não deixar que se entreguem.

E só então, a primeira tentativa:

o primeiro passo,

a fita de cetim vermelho que se corta num instante de glória. O peso ganhando outra dimensão. Deixando de simplesmente doer para se tornar essencial, quase sutil. Uma dor que acompanha o compasso do caminho das pedras, que se ajusta perfeitamente aos cambaleios e hesitações – os que vieram e os outros, parte do futuro.

.

.

.

E vezes há em que o esquecimento é o melhor companheiro para o silêncio.  Meu, e de todos nós.

Anúncios

Sobre Amanda

Atriz da Cia CemCulpas e escritora de meia tigela.

Uma resposta »

  1. Imaginei você “atuando” esse texto.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: