Assinatura RSS

Poeira e memórias.

Publicado em

Cuidadosamente, puxei a caixa do alto da pilha de tantas caixas perdidas. Assoprei o pó que ali se acumulara, numa esperança cega de que o meu próprio pó também se dissipasse.

Tirei a tampa, carcomida pelo tempo e despejei o conteúdo pelo chão.

Lentamente, eu virava uma a uma as peças, deixando visível suas cores e descontinuidades. Tentava encaixá-las, mas já não possuía o dom de ligá-las. Desentendia suas lógicas, seus embaraços. Como se ali houvessem mais peças do que encaixes, mais de um jogo a ser feito.

Comecei, então, pelas bordas. Enfileirando cada peça, deixando-as a postos. Juntei os pares que encontrei no caminho. Ia-se formando a imagem que há tanto tempo eu buscava. Só que agora amarelada, puída, mais velha. Mais triste.

Ao fim do jogo, compreendi que não bastava encaixar todas as partes, se não havia mais nada a ser feito depois. Era preciso uma continuidade, um depois, um porquê.

Não encontrando resposta, passava os dias a olhar para aquela intocável reunião de perfeitos encaixes. Utopia.

Um dia, um descuido. Podia ter deixado a janela aberta. Podia ser o vento, uma brisa incomum. Talvez um pássaro, tão descuidado quanto eu. Mas não. 

Entrei, desavisada, já esquecida das empoeiradas peças há tanto tempo encaixadas. O relógio não mais batia, há tanto tempo que o tempo já não podia ser medido. Quando dei por mim, ao acender a pouca luz do ambiente, havia esparramado todos os esforços e minúsculas esperanças que ali estavam guardados. Tantas eram as camadas de poeira e memórias, que não tinha mais o direito de movê-las, as peças que já não me pertenciam.

Deixei-as para o tempo (essa coisa imortal com a qual eu jamais poderia competir), para as certezas que nunca tive, e prometi que não mais me daria a jogos de tempo e de azar.

Anúncios

Sobre Amanda

Uma atriz com um leão a rugir no peito.

»

  1. Achei belo e por demais imagético. Construiria essa cena facilmente em instantes, já tá toda montada na minha cabeça!
    Amanda nunca me desaponta nos texto, né, ami? ;)
    =*

    Responder
  2. inquadrado

    Amanda sempre manda bem nos textos!
    :D

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: