Assinatura RSS

Torpe.

Publicado em

Eu escrevo com o silêncio. Por linhas tortas, defeituosas. Converso amigavelmente com a solidão, esperando que o bote aconteça.

Teimosamente, insisto em delinear minhas tímidas esperanças, antes que cresçam e se tornem ilusões. Dessas que se vê em cada esquina: vulgares, torpes, vazias.

Esqueço, espero, respiro. Suspiro. Um gole a mais, um sorriso a menos. As mãos que não se dão. Os olhos que falam sem parar. Palpitação, nervos. Espera. Espero. Fecho os olhos para ver, ainda que não haja nada a ser visto. É só penumbra e solidão.

Anúncios

Sobre Amanda

Atriz da Cia CemCulpas e escritora de meia tigela.

»

  1. Olá! Estive ausente por motivos de força maior, mas estou volta a blogsfera e vim direto te visitar!

    Um drink na tranquilidade da escuridão as vezes é o melhor remedio pra acalmar as confusões e duvidas do cotidiano. Solidão ás vezes é mais necessária que agua!

    Um beijo!

    Responder
  2. montei outro blog,mas nada pessoal, somente com textos,frases que gosto e vou colocando la.. :)

    Responder
  3. Muito bom voltar a ler seus textos. E esse, especificamente, li com muito sentimento.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: