Assinatura RSS

(Des)

Publicado em

Chega de repente, sem anunciação.

Sem cerimônia, me arrebata. E eu me debato. Tento com as armas que possuo, arrebentar aquilo que prende e machuca a ponto de deixar marcas. Eu, que já não quero (talvez não suporte) mais cicatrizes. Mais faltas, lacunas, ausências, negações, des-. Tanto transbordamento de razões e proporções que não (me) cabem. E é assim que nascem os descabimentos, os absurdos que sabem perseguir, mas também fugir. Os desencontros, tardios ou não, que acabam por nos encontrar.

E assim, fazem-se os círculos, anda-se às voltas, criam-se vícios, enterram-se retratos e memórias puídas. E assim o que era, vem a não ser. Não mais.

Anúncios

Sobre Amanda

Atriz da Cia CemCulpas e escritora de meia tigela.

»

  1. “E assim o que era, vem a não ser. Não mais.”
    Daquelas que a gente tem vontade de colocar uma estrelinha do lado, sabe? =)

    Responder
  2. Depois do niilismo, o desismo. Muito bom, Amanda!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: