Assinatura RSS

Sinceridade, fique à vontade.

Publicado em

Acontece que o pior aconteceu.

Ok, sem grandes dramas, não o pior mesmo, não aquele pior do mundo desabar… mas é difícil reconhecer.

A gente se acostuma com algumas visões da realidade. Com o que se quer, com os sonhos que são fáceis de ter, de se alimentar. E de repente, BANG! As coisas mudaram e o quebra-cabeça se desfez, as peças se embaralharam e a mágica, cadê?

Deixa-se que os dias cotidianos engulam tudo que sempre pareceu incomum. O que parecia distante e atraente se torna opaco e aleatório. E é assim que tudo vai se perdendo. É assim que o tempo vai consumindo e a gente vai vivendo. Sem ter mais grandes sonhos, grandes pretensões. Sem saber aonde diabos enfiou todas as prioridades que tinha. Pisamos sobre elas com o salto da rotina, em detrimento de uma vidinha simples. E vai-se esquecendo, esvaindo, secando…

É como passar de fase, só que sem grande consciência disso. Quando se percebe, já se está no último nível: não saber mais quem se é.

Agora eu te pergunto, me pergunto: vidinha simples? Ou um pouco de prioridades, um pouco de utopia, um devaneio a mais? Passar de fase ou permanecer mais um pouco nesse jogo?

 

Enquanto isso, o sol amanhece lá fora, dorme aqui dentro, e o tempo insiste em passar.

Anúncios

Sobre Amanda

Uma atriz com um leão a rugir no peito.

»

  1. Acho que amadurecer(detesto essa palavra!rs) acaba gerando sim uma certa reorganizada nas prioridades, mas se essa mudança te transforma numa pessoa totalmente diferente COM A QUAL VOCÊ NÃO ESTÁ FELIZ, vale a pena dar uma pisada no freio e buscar resgatar alguns dos valores e reencando alguns antigos sonhos na sua visão agora mais “experiente” do mundo.

    Responder
  2. gostei do texto. É reflexivo. Era o que eu precisava ler hoje, quando saio com os amigos, eles ficam comentando os “assuntos do mundo”.
    E eu, que vivo enraigado dentro de mim, procurando me conhecer e mais nada, acabo me sentindo um inúltil. A vida é tão comum e mágica. Não é simples, como todos os amores são passageiros, como todos os adolescentes são revoltadinhos e blablabla…
    É que dizem que somos diferentes, (deve ter algo um pouco diferente) mas se generalizarmos, tudo fica simples. O problema é querer conhecer, querer sentir, se cobrar demais de si mesmo.
    Enfim, Tudo é uma utopia. as coisas são sempre serão disperças, e nunca como queremos.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: