Assinatura RSS

No end.

Publicado em

Nós falamos. Tanto. Tanto quanto conseguimos.

Desperdiçamos reticências e frases bonitas. Esperamos o tempo passar na imperfeição de nossas esperanças. Sutilmente eu entrego. Os pontos, o olhar, todas as birras, os abraços guardados, as palavras não ditas. Todos os silêncios. Delicadamente despir-se de tudo que agora é irrelevante e que pesa mais do que se pode suportar.

É como se todos os caminhos já trilhados deixassem de rastro apenas o peso: das saudades, escolhas, dos fatos que supostamente ficam para trás. A dúvida: o passado existe? Ou apenas transmuta-se em ferida aberta que nunca cicatriza?

Eu não acredito em fantasmas. Mas fujo de tudo quanto me denuncia. Tanto quanto posso.

E o fim é sempre igual: eu diante do gigante espelho da vida, que grita as verdades que eu não quero ouvir, me fazendo ver tudo quanto rejeito pra tentar ganhar tempo – ou um pouco de dignidade.

A velha história: o fim não tem fim.

Anúncios

Sobre Amanda

Atriz da Cia CemCulpas e escritora de meia tigela.

Uma resposta »

  1. Pois é…
    A má notícia é que o passado e os fantasmas existem mesmo!
    A boa, é que eles não podem mais nos machucar, porque são apenas lembranças. O que nos mechuca são o arrependimento e o medo, quando olhamos pra eles e pensamos no que poderíamos ter mudado, ou nos mesmos erros que ainda cometemos.

    Já fui bem mais reticente. Hoje em dia sou objetiva até demais. Troquei minhas reticências por exclamações pontos finais, mas ainda não tenho certeza se foi uma boa troca.

    O Tempo dirá!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: