Assinatura RSS

(Con)sinto.

Publicado em

Não sei quanto tempo faz. Perdi a noção dos dias. Apenas assisto os minutos que se arrastam e a poeira que se acumula.

Cansei de tanta imobilidade, de tanto nó que eu não consigo desatar.

Consegue visualizar? Essa sou eu, amarrada aos trilhos, esperando o trem vir e me arrebatar. Pra sempre. E ele vem, uma hora vem. O pior é devo ter consentido com cada nó que agora me aperta. Agora consinto com a vontade de explodir, de fugir.

Em algum lugar de mim, se encontram pontas das mais afiadas, capazes de arrebentar todas as amarras. Mas é como se precisasse de uma senha, um código (que não quero encontrar) para acessá-las.

Covardia concentrada.

Talvez seja hora de admitir que o plano B falhou, it’s over. Admitir que mesmo sem amarras não vai ser fácil levantar, depois de tanto tempo. Que a poeira pesa e os músculos atrofiam. O tempo pesa, as cicatrizes permanecem.

E se todos os planos falharem? Uma sucessiva série de brilhantes fracassos. Um alfabeto inteiro para chafurdar.

Acontece que eu quero andar. Voltar a sentir o vento no rosto, os cabelos esvoaçando, depois de tanto tempo. Quero um pouco de simplicidade, de calmaria. Só não sei como sair da tormenta, como fugir da nuvem que chove logo acima da minha cabeça e me acompanha sempre. Esperar por um tímido raio de sol, um arco-íris qualquer.

E esse é o fim.

Ou o começo.

Anúncios

Sobre Amanda

Atriz da Cia CemCulpas e escritora de meia tigela.

»

  1. Douglas Sartori

    Lindoo!

    Tears..

    Responder
  2. Douglas Sartori

    ahh, soh pra constar… estou ficando fã deste lugar silencioso exilado e astudo

    Responder
  3. Certamente não é o fim!
    O desejo de de se libertar, quando aliado à inteligência de uma auto critica tão profunda formam um combutivel poderoso capaz de te levar até a lua!
    Todos nós consetimos com amarras, mas nem todos conseguem perceber onde elas estão. E aturar ammaras por algum tempo não precisa ser sinal de covardia, mas de paciencia e sabedoria, pra esperar o momento certo de cortá-las!!

    Responder
  4. As figuras do texto, o tempo… Gostei, muito bom!

    Responder
  5. Esse foi um dos que mais gostei. Parabéns, Amanda!

    Responder
  6. Olá monstra,

    Gostei do seu post também. Endosso o coro e a crítica roedora e leptospirótica (?) agradece os nutritivos tutanos que tem servido.

    um raio de sol que seja, um arco-íris monócromo realmente já está de bom tamanho. Mas eu mesmo, não posso lamentar, peguei o certificado de conclusão de curso e me sinto com possibilidades em aberto para esse ano.

    Voltando ao seu post, gostei também da idéia que enfatiza o consentimento de nossas amarras.

    Beijos,

    A.

    Responder
  7. Exatamente o que estou sentindo agora… Lindo :)

    Responder
  8. bem, me sinto um péssimo comentarista. eu viajo demais dentro da minha carga espiritual. Ou sinto um texto, ou não. Seria mais simples dizer um “gostei, não gostei” mas quando te lei, sinto que você tem uma carga pessoal muito profunda, eu já de disse que sinto que tens muito talento.
    Adorei ler.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: