Assinatura RSS

Desnudar-se.

Publicado em

Permaneço.

Ainda insisto, persisto. Seja no erro, no incômodo, em enfiar a lâmina mais fundo ainda.

Insisto porque não sei fazer outra coisa, porque é preciso ter uma desculpa, um escape, qualquer coisa pra usar de escudo. E assim resguardo, me desnudo para esconder essa casca que já não serve mais. Essa falta injustificada que o tempo todo grita por explicações, respostas, frases bem feitas, pontos finais bem colocados.

Nada disso existe, alguém há de dizer. Mas é só uma questão de abrir os olhos pra dentro. É, pra dentro mesmo, olhar o que não pode ser visto da superfície, aquilo que pede um mergulho mais profundo.

E agora que seja assim, que a água nos faça leves, que não tenhamos medo de nos molhar. Que o maior deleite seja se perder nos infinitos mares de nós mesmos, nunca antes navegados.

Anúncios

Sobre Amanda

Uma atriz com um leão a rugir no peito.

Uma resposta »

  1. Pingback: Tweets that mention Desnudar-se. « Silence. Exile. Cunning. -- Topsy.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: