Assinatura RSS

My heart is not an empty room.

Publicado em

Já não sou mais um quarto vazio.

Habitam-me todo o tipo de antíteses e leves desesperos. Desacordo minhas velhas reentrâncias. Debruço esperanças sobre o parapeito, quero olhar pra baixo, mas é alto daqui e não vejo o fim.

Sou agora um labirinto penetrado por visitantes que deixei entrar. Deixei que me aparassem as arestas, a fim de abrir-lhes os caminhos. Entram pelas brechas frágeis, carregadas de febre e loucura, quebram todo o meu antigo desamor em pequenos cacos, a rasgar-me a pele . Desabam minhas mentiras construídas de concreto pelo chão. Desnudam-me em verso e prosa.

E no fim, esse fim que já nem existe, que não pode ser meu, meu, meu, teu, teu, nosso, esse fim que não tem nome, acabando sem acabar, já não sou uma casa vazia, desabitada, não mais destenho. Tenho agora meus cômodos preenchidos e uma mão para segurar.

Anúncios

Sobre Amanda

Atriz da Cia CemCulpas e escritora de meia tigela.

»

  1. lovethinglovechildlovetoy

    eu quase não passo aqui,mas quando passo fico boba,tu escreve super bem! :)

    Responder
  2. Pingback: Tweets that mention My heart is not an empty room. « Silence. Exile. Cunning. -- Topsy.com

  3. AMANDAA, vc escreveu issoo?

    uauu

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: