Assinatura RSS

Quanto a mim…

Publicado em

E se eu estiver certa? Infeliz e erroneamente certa.

A verdade é que com tanta dúvida, com tanta interrogação assim, não consigo mais abrir os olhos.

É como se uma espécie de ilusão tivesse engolido todo o meu senso de realidade, toda a minha visão. Como se tivessem roubado os óculos da minha alma.

Há certos saltos grandes demais para mim. Saltos que eu não posso dar até que parem de me pesar tantos porques, por quês, por ques, tanta tempestade em copo d’água.

Tenho medo das respostas, se é que um dia elas virão. Medo de já então possui-las, mas não poder olhá-las. Medo de desmoronamentos, de tanto caminho percorrido em vão. Medo que dá medo do medo que dá.

E que talvez ninguém tenha as respostas das perguntas que eu ainda não fiz, que nós não sabemos dizer. Porque faltam palavras, esquecidas, não-inventadas. Resta só o silêncio a perguntar, mudo, calado. Mas eu não ouso, eu não respondo. Espero. Espero.

 

Já nem consigo lembrar…

Anúncios

Sobre Amanda

Atriz da Cia CemCulpas e escritora de meia tigela.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: