Assinatura RSS

Entre soros e suspiros, (a sad song).

Publicado em
Eu sei, estou no meio do caminho entre uma dor irreparável e um descaso levemente destrutivo (e indiferentemente duvidoso).
O problema, penso eu, é se a dor irreparável, irrefutável, e possivelmente não-estancável chegar antes do arrebatamento de um descaso, ainda que morno. Por ser morno, dói menos, dói pouco, canta baixinho uma sad song (for a dirty lover). Se o descaso chega antes, anestesio-me contra a dor. Tomo todos os antídotos & vacinas & venenos e me imunizarei contra qualquer coisa, mesmo não podendo evitar as minhas próprias e internas patologias, cicatrizes, o meu caos interno. Enquanto não sei o que virá, se é que algo virá, vou enterrando meus pensamentos utópicos de que um abraço me bastaria (salvaria?), em fissuras secretas, cantos esquecidos. Não sou eu que os desenterro, eles é que não saem de mim.
Anúncios

Sobre Amanda

Atriz da Cia CemCulpas e escritora de meia tigela.

Uma resposta »

  1. Gostei do que vi e li, Amanda.É difícil conviver com essas internas patologias nesse frio chuvoso curitiboca.Abraço do Homero.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: